sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Fanzines de horror em setembro


Mais uma rodada de fanzines de horror está disponível na internet para os fãs do gênero.
Puxando a fila chegou a 13ª edição do TerrorZine do site Cranik, comemorando um ano de publicação. Na edição, que pode ser baixada aqui, 44 minicontos com uma seleção muito especial de autores já consagrados no gênero terror, tais como Miguel Carqueija, Lord A, Rosana Rios, Regina Drummond, Nazarethe Fonseca,
Martha Argel, Giulia Moon, Nelson Magrini, James Andrade, Eric Novello,
Rober Pinheiro, Juliano Sasseron, J.P. Balbino, Iam Godoy, R. Raven, M.D. Amado, Adriano Siqueira e muitos outros, além disso são entrevistados os escritores Regina Drummond e Sérgio Pereira Couto.
Um suplemento com um índice remissivo de todo o conteúdo deste primeiro ano de Terrorzine pode ser baixado aqui. Creio que desde 1985, quando foi fundado o Clube dos leitores de Ficção Científica, eu não via um grupo de fãs tão organizado e entusiasmado como o pessoal da Cranik, que está fazendo um excelente trabalho, não só com o Terrorzine, mas com uma série de projetos paralelos que estão dando muito certo.
O bom momento dos fãs de horror ganhou um novo reforço com o lançamento da revista eletrônica Soturna, cujo primeiro número pode ser baixado aqui. A publicação, editada por Sr. Arcano pelo selo Sombrias Escrituras, site que publicava um fanzine homônimo, foca-se na divulgação cultural das artes ligadas ao horror. Por isso, traz um longo artigo sobre soturnismo, ilustrado por trechos de poemas extraídos do submundo literário nacional.
Também apresenta a arte do ilustrador Felipe Eremita, entrevista a pintora Luciana Waack, resenha literária assinada por Marcello Simão Branco, artigo de Paulo Valadares, e contos de Alessandro Reiffer e Sr. Arcano.
Fechando a fila, o volume 12 do Funhouse, que pode ser baixado aqui. O fanzine, editado pela Raven's House, ainda repercute a III FantastiCon, entrevista o agitador cultural Ademir Pascale e divulga bandas alternativas, fanzines, quadrinhos e eventos de horror.
Com tanto ânimo e dedicação, o futuro das artes soturnas parece muito promissor. Vou continuar acompanhando e torcendo pelo sucesso de todos.

3 comentários:

  1. Valeu pelo apoio! Entro todos os dias no seu blog...(rs)
    Forte abraço do amigo.

    ResponderExcluir