domingo, 13 de outubro de 2019

Múltiplo 36

Está disponível o número 36 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
A edição tem 72 páginas e destaca o trabalho do quadrinhista paulistano Will Sideralman, que é entrevistado por Eloyr Pacheco. A dupla assina ainda a primeira hq da edição, "Fuzuê na universidade".
A edição também apresenta os quadrinhos "Nicolai Jack: Guerreiro das Sombras", de Marcos Ventura, "Zarlok!", de Luiz Iório, e "Medalha Zero", de Rogério Ferraz da Silva. Tira "Coelho Nero" de Omar Viñole, ilustração de Luiz Iório e resenhas de revistas independentes completam a edição. A capa traz a arte de Zilson Costa.
Múltiplo 36 pode ser lido online ou baixado gratuitamente aqui; edições anteriores também estão disponíveis.

Conexão Literatura 52

Está disponível o número 52 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale.
A edição tem 110 páginas e entrevista os escritores Elena Vássina, Waldir Pedro e Vera Carvalho Assumpção. Traz ainda contos de Míriam Santiago, Rogério Macedo e Roberto Schima, além de dicas, divulgação, resenhas e artigos literários.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

O mundo fantástico de H. P. Lovecraft, Volume 2

Depois do sucesso do primeiro volume da coletânea O mundo fantástico de H. P. Lovecraft que recebeu várias edições desde seu lançamento em 2012, a editora Clock Tower anunciou a publicação de um segundo volume que, desta feita, reúne contos que o autor publicou como escritor fantasma, ou seja, sob o nome de outros autores.
São ao todo dez contos inéditos: "O prado verde", "O homem de pedra", "Até os mares", "O horror no cemitério", "As duas garrafas negras", "A árvore no morro", "A dança da Medusa", "O último teste", "O oceano noturno" e "Trapaceando a morte", com tradução de Guilherme Sant’Anna, Daniel Dutra e Marcos Almeida Jr. A edição traz ainda notas e ilustrações exclusivas, entre outras atrações extras.
O livro está disponível exclusivamente na loja da editora, aqui.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

II Prêmio ABERST

Este pode até não ser o melhor momento da ficção fantástica no Brasil, mas é certo que nunca tivemos tantos prêmios sendo promovidos simultaneamente no fandom. Além do Argos, do LeBlanc e do Odisseia (que estreou em 2019), temos também o ABERST que realiza sua segunda edição em 2019.
Fundada em 2017, a ABERST – Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror – instituiu o seu prêmio corporativo em 2018, quando foram homenageados as seguintes obras e autores: Romance policial:  O casamento, de Victor Bonini;  Faro Editorial; Romance de horror: Bile negra, de Oscar Nestarez, edição do autor; Novela de horror: O capeta-caolho contra a besta-fera, de Everaldo Rodrigues, edição do autor; Conto policial: "Os crimes das dez pras duas", de Duda Falcão, in Narrativas do medo 2, Copabook, selo Neblina Negra; Projeto Gráfico: O casamento, de Victor Bonini; Conjunto da Obra: Rubens Francisco Lucchetti.
Em 2019, serão seis as categorias apuradas:  Melhor conto/noveleta/novela policial ou de suspense; Melhor conto/noveleta/novela de terror ou horror; Melhor romance policial ou de suspense; Melhor romance de terror ou horror; Melhor projeto gráfico numa obra de terror, horror, suspense ou policial; Melhor autor/autora revelação de terror/horror/suspense/policial; e Prêmio pelo conjunto da obra. Concorrem obras inscritas e publicadas pela primeira vez entre 1 de Julho de 2018 e 30 de Junho de 2019.
A ABERST promete para o próximo dia 13 de setembro, em suas redes sociais, o anúncio dos finalistas da edição 2019, mas os vencedores serão revelados somente em 19 de outubro, na cerimônia de premiação durante a HorroExpo, em São Paulo.

domingo, 8 de setembro de 2019

QI 157

Está circulando o número 157 do fanzine Quadrinhos Independentes-QI editado por Edgard Guimarães, dedicado ao estudo dos quadrinhos, destacando a produção independente e os fanzines brasileiros.
A edição tem 32 páginas e traz os artigos "Convocação mirim", de Lio Guerra Bocorny, "Os três mosqueteiros eram quatro", de E. Figueiredo, o foto-artigo "Renato Silva, J. Carlos e Oswaldo Storni", do editor, quadrinhos de Henrique Magalhães, Julie Albuquerque, Mario Labate, Luiz Claudio Lopes Faria, Lexy Soares, Cleber José Coimbra e de Guimarães; as colunas "Fórum" com as cartas dos leitores, e "Edições independentes" divulgando os lançamentos de fanzines do bimestre, e uma ilustração de Lancelot Martins completam a edição. A capa traz um desenho do próprio editor.
Junto desta edição, os assinantes recebem o terceiro fascículo da série Mestres das Histórias em Quadrinhos, destacando o trabalho dos artistas lusos Jorge Magalhães (1938-2018) e Augusto Trigo.
A publicação tem 20 páginas e o texto é de autoria do próprio Jorge Magalhães.
Exemplares impressos do QI e seus encartes podem ser obtidos mediante assinatura. Mais informações podem ser obtidas diretamente com o editor pelo email edgard.faria.guimaraes@gmail.com. Contudo, versões digitais são disponibilizados pelo saite da editora Marca de Fantasia, aqui.

Velta 2 e 3

Velta, a loura elétrica criada por Emir Ribeiro há mais de 45 anos, está ganhando reedição de todas as suas aventuras desde o princípio, em sequência cronológica, na coleção Contos da Super Detetive, com arte e textos revisados. O editor anunciou que o número 1 esgotou, mas que produzirá mais para atender a demanda que continua aquecida.
O número 2 republica a primeira parte da história "A origem de Velta", na versão produzida em 1987 e publicada originalmente no Minizine 13. A história se completa no número 3, reproduzindo na íntegra a versão produzida em 1978, que pode ser percebida claramente pela diferença no acabamento dos desenhos.
Cada edição tem 16 páginas em preto e branco, com capas em cores, e é indicada para o leitor adulto, por conter cenas de nudez e sexo.
Para compra e informações, mande email para o autor em emir.ribeiro@gmail.com ou visite seu site, aqui.

Terceira Escotilha

Escotilha, o clube de leitura de ficção fantástica da editora Novo Século, envia aos assinantes, a cada dois meses, uma caixa com um livro surpresa há anos fora de catálogo, sempre do gênero fantástico, em edições exclusivas, luxuosas, de capa dura e em novas traduções. Os livros vem acompanhados de agrados como fanzines sobre o autor e a obra, marcadores, colecionáveis e outros livros interessantíssimos.
Na primeira entrega, os assinantes receberam Histórias de horror e mistério, de Arthur Conan Doyle, e O castelo de Otranto, de Horace Walpole. A segunda entrega trouxe Sementes malditas, de Anthony Burgess.
Já na terceira entrega, que os assinantes estão recebendo nestes dias, o livro da vez é duplo romance A morte escarlate/A ravina toda de ouro, de Jack London (ao estilo "vira-vira"), mas a cereja do bolo é um livro formado por 18 cartões soltos com a versão original e a tradução de Machado de Assis para "O corvo", de Edgar Allan Poe, com ilustrações de Victor Seroque, tudo acondicionado num envelope negro personalizado.
Além de ser uma proposta muito bacana, como se pode perceber, os livros da Escotilha são de autores muito bem avaliados, que valem a pena serem lidos.
Mais informações no saite oficial do selo, aqui.

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Múltiplo 35

Está disponível o número 35 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
A edição tem 76 páginas e destaca uma entrevista com Luiz Iório, que apresenta seu portfólio, assina a arte da capa e as hqs "Faroeste alienígena" e "A procura". A edição ainda apresenta os quadrinhos "Raptem a Camaleoa", de Emir Ribeiro, "A origem do Homem Chiclete", de Ede Galileu, "Medalha zero" de Rogério Ferraz da Silva, e "Elite do medo" de Edu Manzano.
Tira "Coelho Nero" de Omar Viñole e ilustrações de Hugo Máximo e Valdo Alves completam a edição.
Múltiplo 35 pode ser lido online ou baixado gratuitamente aqui; edições anteriores também estão disponíveis.

Conexão Literatura 51

Está disponível o número 51 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale. A edição tem 97 páginas nas quais são entrevistados os escritores J. R. Calheiros, Luiza Moura, Livio Meireles Capeleto e Manuela Marques Tchoe. A edição ainda traz contos e poemas de Míriam Santiago, Roberto Schima, Gerson Avillez, Gilmar Duarte Rocha, Indianara Lira Navarro, além de dicas, divulgação e artigos literários.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

Back in the USSR

Nos longínquos anos 1980 e 1990, todos os fãs de literatura fantástica tinham a certeza, como diria Stephen King, que o mundo tinha seguido adiante, pois não se publicava mais nada no país. Então, alguns deles se uniram para publicar fanzines literários - no que foram muito bem sucedidos - e, eventualmente, livros. Um deles foi uma antologia cujo tema era a banda britânica The Beatles, mas o livro não vingou. Uma das histórias escritas para essa antologia foi "Back in the USSR", do tradutor e professor Fábio Fernandes, uma história ousada com um ressurreto John Lennon numa realidade alternativa na qual a tecnologia do Dr. Frankenstein se tornou aplicável em larga escala e a guerra fria continua firme e forte.
Publicado em edição virtual em 2012 pela Editora Draco, Back in the USSR: Um thriller surrealista chega agora pela Editora Patuá, como primeiro volume da coleção Futuro Infinito, com curadoria editorial de Luiz Bras.
Esta nova versão foi substancialmente ampliada - tem 224 páginas -, vem com um cenário histórico e tecnológico bem mais intrincado, e está repleta de citações que vão fazer a diversão dos leitores mais experientes. mesmo para aqueles que não encontrarem os ovos de páscoa, a qualidade dos escritos de Fernandes, que já publicou os livros Interface com o vampiro e Os dias da peste,  garante a diversão.
O volume anuncia Matando gigantes, de Claudia Dugim, e Braza 2000, de Roberto de Sousa Causo, como futuros títulos da coleção. O primeiro foi lançado recentemente, apos a publicação de Fanfic, de Braulio Tavares, e Amália atrás de Amália, de Marco Aqueiva. Sem dúvida, uma proposta significativa num mercado em tempo de crise.

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Juvenatrix 202

Está disponível a edição de agosto do fanzine eletrônico de horror e ficção científica Juvenatrix editado por Renato Rosatti. Em suas 14 páginas, traz um contos de Allan Fear e resenhas aos clássicos absolutos Nosferatu (1922) de Murnau, O gabinete do Dr. Caligari (1919) de Robert Wiene e Metrópolis (1926) de Fritz Lang. Divulgação e curiosidades sobre fanzines, livros, filmes e bandas independentes de rock extremo complementam a edição. A capa traz uma ilustração de Angelo Júnior.
Para solicitar uma cópia em formato pdf, envie email para renatorosatti@yahoo.com.br.

Múltiplo 34

Está disponível o número 34 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
A edição tem 82 páginas e destaca uma entrevista com Luiz Eduardo Lopes de Castro, o Luga, criador do famigerado "Lôbo", que também ganha uma hq no zine. Flávio Almeida também é entrevistado na edição, que ainda presenta os quadrinhos "Assassinato no Novo Oriente - Final" de Fábio Amaral, "Tráfico" de Leandro Batista e Carlos Garcia Fernandes e "9 mm" de Célio Cardoso.
Tira "Coelho Nero" de Omar Viñole, e a capa de Cláudio Dutra completam a edição.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui; edições anteriores também estão disponíveis.

Procura-se Elvis vivo ou morto

Depois do ótimo romance Deus, o diabo e os super-heróis no país da corrupção (2018, Viseu), o escritor catanduvense Fernando Fontana volta à carga com Procura-se Elvis vivo ou morto, desta vez uma noveleta na qual o detetive particular Lucca Carrara - o mesmo protagonista do romance anterior - segue uma pista quente para finalmente desvendar um dos maiores enigmas do universo: afinal, o Rei morreu ou não?
O livro vem num simpático formato de bolso (um pouco maior que os volumes da saudosa coleção Asas do vento, da Devir Livraria), 82 páginas e ilustrações internas de Sid Castro e Rodrigo Mazer, que também assina a capa. O volume se apresenta como o primeiro volume da Coleção Casos Supernaturais, da Fontana Books, e pode ser adquirido aqui.

Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica 2019

O prestigioso congresso de ficção fantástica Odisseia, criado em 2011 pelos escritores Duda Falcão, Cesar Alcázar e Christopher Kastensmidt, realizou sua sexta edição nos dias 24 e 25 de agosto de 2019, em Porto Alegre, com a presença de um importante contingente de autores, editores e fãs da ficção fantástica brasileira. Além de ser um evento consagrado, Odisseia agora é também chancela de um prêmio que já começa importante, ombreando a representatividade de seus irmão mais velhos, o Argos e o LeBlanc.
A primeira edição do Prêmio Odisseia de Literatura Fantástica roubou a cena no fandom brasileiro em 2019, distribuindo  troféus em sete categorias aos favoritos de um juri composto pelos escritores Christian David, Duda Falcão e Nikelen Witter, selecionados em uma relação de obras publicadas em 2018 especificamente inscritas para o certame. Os vencedores foram anunciados no dia 25 de agosto, em cerimônia oficial durante o evento. São eles:
Narrativa Longa Literatura Juvenil:
Orlando e o escudo da coragem, Ana Lúcia Merege, Editora Draco.
Narrativa Longa Horror:
Nihil, Carolina Mancini, Editora Estronho.
Narrativa Curta Horror:
"Madres", Isabor Quintiere, A cor humana, Editora Escaleras.
Narrativa Longa Ficção Científica:
Corrosão, Ricardo Labuto Gondim, Editora Caligari.
Narrativa Curta Ficção Científica:
A invasão dos macacos, Saulo Adami, Editora DTX.
Narrativa Longa Fantasia:
O auto da maga Josefa, Paola Siviero, Dame Blanche.
Narrativa Curta Fantasia:
Oceano sorvete de uva, Gabriel Cianeto, Editora Multifoco.
Parabéns aos ganhadores.

Conexão Literatura 50

Está disponível o número 50 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale. A edição tem 78 páginas e destaca o trabalho de Vagner Amaro, publisher da Editora Malê, em uma entrevista exclusiva. Também são entrevistados o escritores Roberto Schima, Marcela Franca, Adroldo Almeida e Mayanna Velame. A edição ainda traz contos de Míriam Santiago, Roberto Schima, Rafael Botter, Vinícius Bandera, crônicas de Luiza Moura e Gilmar Duarte Rocha, além de dicas, divulgação e artigos literários.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

Elementos & A planta monstro

Uma das minhas atividades favoritas é compartilhar experiência que tenho workshops. Todos os anos faço uma porção e em 2019 não foi diferente. Contudo, na maior parte das vezes, o material produzido fica restrito aos artistas e seu rol de amigos e familiares. Só muito eventualmente, um ou outro também autoriza a publicação virtual, e é este o caso destes dois trabalhos de Anabelle da Costa Pastore, uma jovem artista que participou da oficina de histórias em quadrinhos da Estação Cultura de São Caetano do Sul.
com os quadrinhos e os fanzines em oficinas e
Tratam-se de Elementos e A planta monstro, ambas as histórias são passadas no mesmo universo ficcional, as primeiras que a autora produziu e editou. Os zines tem oito páginas cada um e estão disponíveis para download gratuito nos respectivos links.

domingo, 1 de setembro de 2019

Juvenatrix 201

Está disponível a edição de julho do fanzine eletrônico de horror e ficção científica Juvenatrix editado por Renato Rosatti. Em suas 10 páginas, traz contos de Allan Fear e Rogério Amaral de Vasconcellos, entrevista com o editor cedida ao Almanaque da Arte Fantástica Brasileira, resenha ao filme Zombi 3 (1988), além de divulgação e curiosidades sobre fanzines, livros, filmes e bandas independentes de rock extremo. A capa traz uma ilustração de Angelo Júnior.
Para solicitar uma cópia em formato pdf, envie email para renatorosatti@yahoo.com.br.

Múltiplo 33

Está disponível a edição 33 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
Lançada em julho, a publicação tem 68 páginas e apresenta quadrinhos "Bengalas Boys" de  Lancelot Martins e Oscar Suyama, "Força BR" de Chris Pereira e George Wolf,  "Assassinato no Novo Oeste" de Fábio Amaral, e "Conversa fiada" de Alexandre Silveira.
Tira do Coelho Nero, de Omar Viñole, e a capa de Sérgio Daniel dos Santos completam a edição.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui; edições anteriores também estão disponíveis.

Conexão Literatura 49

Está disponível o número 49 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale, que comemora o quarto ano de publicação ininterrupta.
A edição tem 100 páginas e traz contos de Cecília Torres Nogueira, Gilmar Duarte Rocha, Roberto Leon Ponczek, Míriam Santiago e Roberto Schima, poema de Luiza Moura, crônica de Roberto Schima, artigo científico de Marcos Pereira dos Santos e Antonia Pereira dos Santos e entrevistas com as escritoras Cida Simka, Fernanda Camilo e Rosângela Vieira Rocha.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

Os vencedores do Argos 2019

No dia 13 de julho, durante a Flip em Paraty, o Clube de Leitores de Ficção Científica-CLFC realizou a cerimônia de entrega da edição 2019 do Prêmio Argos, que apontou, na opinião de seus membros, os melhores trabalhos nacionais publicados no Brasil em 2018 (para todos os finalistas, leia aqui).
Na categoria Romance, o vencedor foi A mão que pune: 1890, de Octavio Aragão, publicado pela Editora Caligari. Na categoria Conto, venceu "Sombras no coração", de Marcelo Galvão, publicado na coletânea Lovecraftiano vol. 1, edição de autor. E na categoria antologia, a escolhida foi Fractais tropicais, organizada por Nelson de Oliveira para a Editora SESI-SP.
Parabéns ao vencedores!

Inspector Akane Tsunemori

Miguel Carqueija disponibilizou um guia de episódios para Inspector Akane Tsunemori, série em quadrinhos de Hikaru Miyoshi, Gen Urobuchi e Akira Amano adaptando o anime Psycho Pass (2012, Japão).
A história trata de um governo autoritário que, baseado numa tecnologia de escaneamento psíquico que indica o potencial criminoso de cada indivíduo, prende e condena pessoas antes que elas praticarem os supostos crimes. Um conceito similar foi explorado pelo escritor americano Philip K. Dick no conto "The minority report" (1956), mais conhecido pelo longa metragem Minority report que o adaptou para o cinema em 2002.
A série teve seis edições no Brasil pela Panini, em 2018. O guia está disponível para download gratuito em formato de texto. Vale conferir.

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Conan Zine 2

Fanzine editado por Denilson Rosa dos Reis para grupo Quadrante Sul, dedicado a Conan, o bárbaro, personagem criado nos livros por Robert E. Howard e popularizado nos quadrinhos pela Marvel Comics. Esta edição homenageia justamente a revista A Espada Selvagem de Conan, publicada pela editora Abril nos anos 1980.
O zine tem 23 páginas com releituras de artistas brasileiros às imagens vistas nas primeiras vinte edições da revista. As ilustrações são de Adão de Lima Jr, Bira Dantas, Carlos Franzoy, Carlos Lima, Clayton Cardoso, Dennis Oliveira, Edenilson Fabrício, Eric Ricardo, Heraldo Wilson, Humberto Yashima, Jader Correa, João Paulo Vieira, Josias Silveira, Juliano Kaapora, Mozart Couto, Paulo Fernando, Rafael Costa, Silvio Ribeiro, Vantuir Pott e Julio Shimamoto.
A versão digital de Conanzine pode ser obtida gratuitamente pelo email tchedenilson@gmail.com.

domingo, 7 de julho de 2019

Indicados ao Argos 2019

O Clube de Leitores de Ficção Científica-CLFC divulgou os títulos dos finalistas da edição 2019 do Prêmio Argos, que aponta, na opinião de seus membros, os melhores trabalhos nacionais publicados no Brasil em 2018 nas categorias Romance, Conto e Antologia. São eles:

Melhor romance
A mão que pune: 1890Octavio Aragão, Editora Caligari
CorrosãoRicardo Labuto Gondim, Editora Caligari
O auto da Maga JosefaPaola Siviero, Editora Dame Blanche 

Melhor conto
"A noite não me deixa dormir", Camila S. Fernandes, Editora Dandelion
"Entre as gotas de chuva, encruzilhada", Cirilo S. Lemos, Aqui quem fala é da Terra, Editora Plutão
"Sombras no coração", Marcelo Galvão, Lovecraftiana vol. 1, edição de autor 

Melhor antologia ou coletânea 
2084: Mundos cyberpunkLidia Zuin, org., Editora Lendari
Aqui quem fala é da TerraAndré Caniato & Jana Bianchi, orgs., Editora Plutão
Fractais tropicaisNelson de Oliveira, org., Editora SESI-SP

Os vencedores das serão revelados na cerimônia de premiação, no dia 13 de julho de 2019, às 19h30, na Casa Fantástica da Flip na cidade de Paraty. 
Parabéns aos finalistas. 

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Segunda escotilha

Os assinantes acabam de receber a segunda caixa preta da Escotilha, clube de leitura de ficção fantástica da editora Novo Século.
Esta entrega trouxe o livro Semente maldita, de Anthony Burgess, autor do clássico A laranja mecânica, cuja raríssima edição da Artenova de 1975 estava esgotada há décadas. A edição tem acabamento de luxo em capa dura e nova tradução assinada por Fábio Fernandes. Acompanham três cartões postais, um marcador, um botton e um fascículo informativo com ensaios de Thaís Cavalcante e Fábio Fernandes sobre o livro, o autor, as ilustrações de Paua Cruz e o trabalho de tradução.
Para mais informações sobre a Escotilha, visite o saite, aqui.

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Conexão Literatura 48

Está circulando o número 48 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale.
A edição tem 75 páginas e traz contos de Cecília Torres Nogueira, Roberto Leon Ponczek, mais três contos de Roberto Schima, poema de Terezinha de Oliveira Nogueira da Costa, crônicas de Luiza Moura, Roberto Schima e Gilmar Duarte da Rocha, artigos de Marcos Pereira dos Santos e André Henrique Mendes Viana de Oliveira. Entrevistas com os escritores José M. S. Freire (Tamara Jong: Caçada cósmica) e Fernando Neves (As louras da minha vida) completam a edição.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

Múltiplo 32

Está disponível a edição 32 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
Lançada em junho, a publicação tem 76 páginas e apresenta uma longa entrevista com Rom Freire, ilustrador maranhense que produz quadrinhos para editoras americanas e também para publicações independentes no Brasil, além das histórias em quadrinhos "Catalogador de universos" de Lancelott Martins, Marco Santiago, Rodrigo Pie, Sullivan Suad e Luis Lucasi; "Agente Laranja" de André Carin e Célio Cardoso, "Assassino no novo oeste" de Fábio Amaral; e "Projeto secreto" de Célio Cardoso. Tira de Omar Viñole, e artigos de Gabriel Rocha e Lancelott Martins completam a edição. A capa traz arte de Sullivan Suád colorizada por Alanzim Emmanuel.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui; edições anteriores também estão disponíveis.

sexta-feira, 24 de maio de 2019

QI 156

Está circulando o número 156 do fanzine Quadrinhos Independentes-QI editado por Edgard Guimarães, dedicado ao estudo dos quadrinhos, destacando a produção independente e os fanzines brasileiros.
A edição tem 32 páginas e os artigos "Abril e o centenário do nascimento de E. T. Coelho", por Pedro Moura, "Lilliput", de E. Figueiredo, com impressões de um jovem leitor sobre o clássico As viagens de Gulliver, de Jonathan Swift, "Quartetos Melhoramentos", de Lio Guerra Bocorny, sobre antigos jogos de cartas dessa editora; e o artig-resposta "Quartetos pioramentos", do editor, sobre os jogos de cartas que ele mesmo fazia quando criança. Quadrinhos de Luiz Cláudio Lopes de Faria, Henrique Magalhães, Julie Albuquerque e do editor, as colunas "Fórum" com as cartas dos leitores, "Mantendo contato" de Worney Almeida de Souza – com a terceira parte do artigo sobre A Gazetinha e A Garra Cinzenta, "Edições independentes" divulgando os lançamentos de fanzines do bimestre, e uma bela ilustração de Lancelot Martins completam a edição. A capa traz um desenho do próprio editor.
Junto desta edição, os assinantes recebem o segundo fascículo da série Voos n'O Tico-Tico, dedicado ao trabalho de Oswaldo Storni, importante ilustrador brasileiro da primeira metade do século 20. A publicação tem 12 páginas e o texto é de autoria de Francisco Dourado.
Exemplares impressos do QI e seus encartes podem ser obtidos mediante assinatura. Mais informações diretamente com o editor pelo email edgard.faria.guimaraes@gmail.com. Mas suas versões digitais são disponibilizados pelo saite da editora Marca de Fantasia, aqui. Muitas das edições anteriores também podem ser encontradas, mas Guimarães anunciou que pretende disponibilizar nesse link, aos poucos, todas as edições do fanzine e seus encartes, desde o número zero. Por hora, estão disponíveis a partir do número 122.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Bang! detonando

Desde 2015, aqui, que o Hiperespaço não anunciava o lançamento de uma nova edição da revista Bang!, excelente publicação portuguesa especializada em ficção fantástica editada pela editora Saída de Emergência, que teve uma breve existência brasileira há alguns anos, precocemente interrompida pela crise editorial que ainda assola o país. Mas a carreira lusitana segue firme e forte, tanto que estão disponíveis nada menos que sete novas edições, da 19 à 25.
Trata-se da melhor publicação sobre literatura fantástica em língua portuguesa e sua disponibilidade digital vem cobrir um enorme lapso no fandom brasileiro. Ainda que os títulos comentados sejam basicamente aqueles publicados em Portugal, muitos deles tiveram edição brasileira: as informações continuam muito relevantes, portanto. Por exemplo, a edição mais recente disponível – nº 25,  publicado em outubro de 2018 – tem a capa dedicada a Sangue e fogo, novo livro de George R. R. Martin.
Os arquivos, em formato pdf, podem ser baixados gratuitamente aqui, assim como de todas as anteriores. Aproveite e marque o link nos favoritos para não perder o número 26, que foi publicado recentemente em Portugal.

Conexão Literatura 47

Está circulando o número 47 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale.
A edição tem 66 páginas e traz contos de Cecília Torres Nogueira, Roberto Schima, Míriam Santiago, Gilmar Duarte Rocha e João Gomes Moreira, sendo que este último também cedeu uma entrevista. Poema de Rafael Botter, crônica de Roberto Leon Ponczek, resenha por Eudes Cruz, artigo de Marcos Pereira dos Santos e Jaime Xavier, divulgações de livros completam a edição.
Conexão Literatura é uma publicação gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Primeira Escotilha

Chegou há alguns dias a primeira caixa preta da Escotilha, clube de leitura de ficção fantástica da editora Novo Século.
Esta entrega trouxe os livros Histórias de horror e mistério, de Arthur Conan Doyle, em edição de luxo em capa dura, e O castelo de Otranto, de Horace Walpole, em uma simpática edição de bolso. Acompanham dois marcadores, um opúsculo com o fragmento de um diário de viagem aterrador e um fascículo informativo sobre os livros enviados, seus autores e o gênero do horror, com textos de Oscar Nestarez e Duda Menezes.
Para mais informações sobre a Escotilha, visite o saite, aqui.

As melhores histórias brasileiras de horror em entrevista

Há alguns dias, fui procurado por Bruno Flores, editor do blogue Literatura das Sombras, para uma rápida entrevista sobre a antologia As melhores histórias brasileiras de horror que organizei ao lado de Marcello Simão Branco para a Devir Livraria. E é rápida mesmo, apensa três perguntinhas, que dão conta do processo de seleção das histórias e dos trâmites até sua publicação no final de 2018.
Agradeço ao Bruno a oportunidade de falar sobre esse importante compêndio do horror nacional, um projeto antigo e muito acalentado, enfim viabilizado pelo idealismo do saudoso editor Douglas Quinta Reis, a quem nunca serie suficientemente grato.
A entrevista pode ser lida aqui.

Velta: Contos da Super Detetive 1

Velta retorna a suas origem com o novo título Contos da Super Detetive, publicação trimestral com 18 páginas em preto e branco e capa em cores, disponível em formato impresso.
Depois de encerrado o arco de histórias da personagem, o autor e editor Emir Ribeiro retoma a publicação das histórias da Velta desde a início, com nova arte, textos revisados, além de artigos e contos. O objetivo é republicar tudo, em sua sequência cronológica correta, de forma a apresentar a personagem criada em 1972 para uma nova geração de leitores.
Para compra e informações, mande email para o autor em emir.ribeiro@gmail.com ou visite seu site, aqui.

Múltiplo 31

Está disponível a edição 31 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
Lançada em maio, a publicação tem 72 páginas e comemora 26º aniversário de publicação do seu primeiro número, no longínquo ano de 1993.
Traz as hqs "O mestre dos combates", de Jadir Valle, artista que é entrevistado na edição, "Nós gatos somos noturnos", de Elinaudo Barbosa, "Cripta", de Lincoln Nery e César Barbosa, "Odin: O crepúsculo dos deuses" de Luiz Iorio, e "Vácuo", de Gian Danton e Antônio Lima. Tiras de Omar Viñole, ilustrações de Kléber Kleber Lira/Fito Cordeiro, Célio Cardoso e Moacir Muniz - que também assina a capa - completam a edição.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui, e edições anteriores também estão disponíveis.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Vencedores do prêmio LeBlanc 2019

No dia 9 de maio aconteceu a entrega da segunda edição do Prêmio Le Blanc para os melhores trabalhos de 2018 nas categorias literatura fantástica, quadrinhos, animação e jogos. A entrega aconteceu durante a Semana Internacional de Quadrinhos (SIQ) na Escola de Comunicação da UFRJ. Eis os vencedores:

Romance nacional: 
Vencedor: Auto da maga Josefa, Paola Lima Siviero, Editora Dame Blanche.
Finalistas: Araruama: O livro das raízes, Ian Fraser (Moinhos); Vera Cruz: sonhos e pesadelos, Gabriel Billy (Avec).
Antologia nacional: 
Vencedor: Fractais tropicais, Nelson de Oliveira, org., Sesi-SP Editora.
Finalistas: Aqui quem fala é da Terra, André Caniato e Jana Bianchi, orgs. (Plutão); Narrativas do medo II,  Vitor Abdal, org. (CopaBooks).
Romance traduzido:
Vencedor: Despertar, Octavia Butler, Editora Morro Branco.
Finalistas: Fogo e sangue, George R. R. Martin (Suma); Hex, Thomas Olde Hevelt (DarkSide); Outsider, Stephen King (Suma).
Antologia traduzida: 
Vencedor: Crônicas de espada e feitiçaria, Gardner Dozois, Editora LeYa Brasil.
Finalistas: Conan, o Bárbaro, livro 2, Robert E. Howard (Pipoca & Nanquim); Edgar Allan Poe Vol. 2 (DarkSide); Sonhos elétricos, Philip K. Dick (Aleph).
Quadrinho independente nacional:
Vencedor: The guardian: Em busca da luz, Gustavo Piacentin. 
Finalistas: Lama, Rodrigo Ramos e Marcel Bartholo. Rio Negro 2, Ikarow Waxwings.
Quadrinho nacional: 
Vencedor: Bartolomeu, Victor Moura, Editora Caligari.
Finalistas: Delirium tremens, Raphael Fernandes (Draco); Justiça sideral: Recomeços, Deyvison Manes e Netho Diaz (Avec).
Quadrinho traduzido:
Vencedor: Mort Cinder, Alberto Breccia, Editora Figura.
Finalistas: Paraíso perdido, John Milton e Pablo Auladell (DarkSide); Um pedaço de madeira e aço, Christophe Chabouté (Pipoca & Nanquim)
Série de tiras nacional: 
Vencedor: Mar menino, Paulo Moreira.
Finalistas: Pocketscomics, Renato Lima; Tê Rex: Spoilerfobia, Marcel Ibaldo; Um sábado qualquer, Carlos Ruas.
Animação nacional:
Vencedor: Superdrags, Combo Estúdio.
Finalistas: Biduzidos (Copa Studio/Mauricio de Sousa Produções); Irmão do Jorel (Copa Studio/Cartoon Network Brasil)
Animação longa: 
Vencedor: Tito e os pássaros, Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar & Andre Catoto Dias. (unanimidade)
Animação nacional curta:
Vencedor: Gravidade, Amir Admoni.
Finalistas: Lé com Cré, Cassandra Reis; Por um som orgânico, Fábio Purper Machado; O homem na caixa, direção Ale Borges, Alvaro Furloni e Guilherme Gehr; Trip & Treasure, Estúdio Escola de Animação/Baluarte Cultura e Copa Studio.
Animação publicitária: 
Vencedor: "A queda", Zombie Studio/Hospital do Amor.
Finalistas: "Aquarela", DAVID São Paulo/Faber Castell; "Defenda-se", Centro Marista de Defesa da Infância; "Deus salve o rei", Direção Alexandre Romano, Flavio Mac/Rede Globo; "Você faz acontecer", Zombie Studio/Bradesco.
Jogo nacional mobile:
Vencedor: Dandara, Raw Fury.
Finalistas: Let’s zeppelin, Gazeus Games; Until dead think to surviv, Monomyto Game Studio.
Jogo nacional console:
Vencedor: Sword Legacy: Omen, Firecast Studio; Fableware: Narrative Design.
Finalistas: Akane, Ludic Studios; Dandara, Raw Fury.

O Prêmio Le Blanc é uma promoção da Escola de Comunicação da Universidade Federal do
Rio de Janeiro (ECO/UFRJ) e da Universidade Veiga de Almeida (UVA).
Parabéns aos vencedores!

Juvenatrix 200

Está circulando a histórica edição número 200 do fanzine eletrônico de horror e ficção científica Juvenatrix editado por Renato Rosatti.
Desta vez o editor não preparou nada especial para marcar tal efeméride e este número traz em 21 páginas contos e poemas de Caio Alexandre Bezarias, João Augusto, Miguel Carqueija e Allan Fear, quadrinhos de Allan Fear, resenhas aos filmes O abominável Dr. Phibes (1971), A câmara de horrores do abominável Dr. Phibes (1972) e A noite do demônio (1957), além de divulgação e curiosidades sobre fanzines, livros, filmes e bandas independentes de rock extremo. A capa traz uma ilustração de Mário Labate.
Para solicitar sua cópia em formato PDF, envie um email para: renatorosatti@yahoo.com.br.

sábado, 27 de abril de 2019

Para ler... Sailor Moon

O escritor e otaku Miguel Carqueija, que tem disponibilizado pela internet diversos guias de episódios de animes e mangás, acaba de lançar mais um, desta vez sobre a clássica série Sailor Moon, um grupo de garotas lutadoras criadas por Naoko Takeushi no início dos anos 1990, que se tornou um dos maiores sucessos dos quadrinhos japoneses.
A personagem ficou conhecida no Brasil através da série de desenhos animados exibidos na tv, mas este guia se refere ao mangá original, publicado no Brasil entre pela editora Abril entre 1996 e 1997, e republicado pela JBC entre 2014 e 2015. A resenha se referencia na série mais recente, apresentada em 16 volumes (12 da Sailor Moon, 2 de Sailor Vênus e 2 com extras), todos resenhados por Carqueija.
O guia, em formato de texto, pode ser baixado gratuitamente aqui.

Doce fantasia

Para mim foi uma surpresa, ao abrir um prosaico pacote de waffer coberto de chocolate, encontrar os confeitos embalados com lindos desenhos fantásticos. Só então percebi que se trata de uma campanha promocional que tem tudo para se tornar uma nova e interessante mídia para os ilustradores brasileiros.
Trata-se do Hershey's Mais, produto fabricado em São Roque, no interior do estado de São Paulo, que lançou em 2019 uma coleção de quatro sabores personalizados, cada qual dedicado a um tema e ilustrado por um artista do estúdio Chiaroscuro. O sabor amendoim traz desenhos de Lucas Werneck com o tema super-heróis; o ao leite tem desenhos de Zé Carlos no tema aventureiros, o triplo chocolate traz Cris Bolson e o apocalipse zumbi, e o cookies'n'creme tem desenhos de Danilo Beiruth no tema alta fantasia. Cada tema tem seis estampas diferentes que podem ser montadas em uma única imagem, como um quebra-cabeças. Como os embalagem vêm com muitos confeitos embalados individualmente, dá para montar até dois conjuntos completos em cada pacote.
Sem dúvida, é uma bela ideia.

Múltiplo 30

Está disponível a edição 30 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
Lançada em abril, a publicação tem 56 páginas e traz as hqs "Surge Meia-Lua", de Laudo Ferreira Jr.; "Início: O Catalogador de Universos", de Lancelott Martins, Renan Ishin e Adriano Felix; "Lily e Aline", de Célio Cardoso e Tony Brandão; e "O misterioso imortal: A fuga", de Luiz Iório. Completam a edição pinups de Luiz Iório; May Santos; Laudo Ferreira Jr. e Nei Rodrigues; e Clodoaldo Cruz e Stella. A capa tem uma ilustração de May Santos.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui, e edições anteriores também estão disponíveis.

domingo, 7 de abril de 2019

QI 155

Está circulando o número 155 do fanzine Quadrinhos Independentes-QI editado por Edgard Guimarães, dedicado ao estudo dos quadrinhos, destacando a produção independente e os fanzines brasileiros.
A edição tem 24 páginas e traz os artigos "Marechais", de Lio Guerra Bocorny; "O livro desaparecido", de E. Figueiredo; e "Transleixion", de Guimarães; quadrinhos de Julie Albuquerque, Luiz Cláudio Lopes de Faria e do editor, as colunas "Fórum" com as cartas dos leitores, "Mantendo contato" de Worney Almeida de Souza - sobre A Gazetinha e Garra Cinzenta, e "Edições independentes" divulgando os lançamentos de fanzines do bimestre. Uma ilustração de Lancelot Martins completa a edição. A capa traz um desenho do próprio editor.
Junto desta edição, os assinantes recebem História em quadrinhos: Arte com muita oficina, publicação com 32 páginas com um artigo do quadrinhista português José Ruy sobre técnicas de arte final e a colorização nos quadrinhos apoiado no trabalho de mestres da arte como Milton Caniff, Harold Foster e outros.
Este á o primeiro número do ciclo de assinaturas de 2019 que implementa mudanças na circulação do fanzine impresso. Para maiores informações sobre essas mudanças, entre em contato com o editor pelo email edgard.faria.guimaraes@gmail.com. Mas as versões digitais continuam a ser disponibilizados pelo saite da editora Marca de Fantasia, aqui. Edições anteriores também podem ser encontradas.

Jogos de guerra

O escritor carioca J. M. Beraldo, autor dos romances O véu da verdade (2005), Taikodom: Despertar (2008) e Império de diamante (2015), tem um novo romance na praça. Trata-se de Jogos de guerra, ficção científica space opera que se passa no mesmo universo do já citado Véu da verdade.
Diz o texto de divulgação: "Guerrilheiros armados com tecnologia alienígena ultra avançada usam uma revolta popular para atacar a cidade corporativa de Kinshasa, acendendo um barril de pólvora que pode imergir a África em um conflito sem precedentes. Sabendo dos riscos para seus aliados, o governo do Brasil e a Aliança do Sul decidem enviar uma força expedicionária multinacional para conter o problema. É formado um esquadrão de pilotos latinos e africanos sob o comando do Major Ferreira, herói da Batalha da Amazônia, sobrevivente, pai. Ferreira precisará lidar com os conflitos entre seus novos pilotos e seu próprio trauma de guerra enquanto tenta desvendar quem está armando aos guerrilheiros antes que a União Europeia resolva intervir com força extrema".
O livro está disponível em formato ebook aqui, mas pode ser encomendado em formato impresso diretamente com o autor, aqui.

sábado, 30 de março de 2019

Renato Canini (1936-2013)

Um dos mais queridos cartunistas brasileiros, Renato Vinícius Canini nasceu em 22 de fevereiro de 1936, na cidade de Paraí, no Rio Grande do Sul. Desde jovem, interessou-se pela arte do traço e, aos 21 anos, já trabalhava como ilustrador na revista infantil Cacique, publicada pela Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Ainda nos anos 1960, participou ativamente da lendária CETPA - Cooperativa Editora de Trabalho de Porto Alegre, iniciativa que tinha como meta a nacionalização do quadrinho brasileiro e contou com o apoio do então Governador Leonel Brizola. Com roteiros de José Geraldo Barreto, Canini desenhava Zé Candango, um cangaceiro que lutava contras os super heróis estrangeiros.
Canini mudou-se para São Paulo em 1967, para trabalhar na revista infantil Bem-Te-Vi, publicada pela Igreja Metodista. Dois anos depois foi contratado pelo estúdio de quadrinhos da Editora Abril, para ilustrar a revista Recreio.
Logo passou a trabalhar com Zé Carioca, personagem popular criado em 1942 por Walt Disney. Aproveitando-se do controle frouxo que a Disney então mantinha sobre os quadrinhos de sua franquia feitos no País, Canini incorporou diversos aspectos da Cidade Maravilhosa às histórias, bem como trejeitos brasileiros ao personagem. Foram cerca de 135 histórias, produzidas entre 1971 e 1977, amplamente apreciadas pelos leitores brasileiros. Mas esse grande sucesso acabou atraindo a atenção da matriz americana, que desaprovou o trabalho, considerando-o demasiado distante do seu padrão original. Por muito tempo, o trabalho de Canini em Zé Carioca ficou proibido de ser republicado, situação que só mudou em 2005, quando a própria Editora Abril homenageou o artista com um volume da coleção Mestres Disney, equiparando-o assim aos ilustradores Don Rosa, Cavazzano, Gottfredson e Romano Scarpa, vistos nos outros volumes dessa coleção.
Em 1974, Canini criou para a revista Crás a sátira de faroeste "Koka Kid", rebatizada depois pelo editor como Kactus Kid. Inspirado na fisionomia de Kirk Douglas, Kactus Kid era um agente funerário que, quando necessário, transforma-se num pistoleiro elegante e boa-pinta, não sem alguma dificuldade, uma vez que tinha que passar pela picada dolorosa de uma agulha para fazer o indefectível furinho no queixo.
Outra criação importante de Canini é o psicólogo Dr. Fraud que, nos anos 1970, chegou a aparecer em várias edições da revista Patota, da Editora Artenova, e publicado em álbum em 1991 pela editora Sagra-DC Luzatto, sempre envolvido com problemas psicológicos dos mais famosos personagens dos quadrinhos.
Em 1978, criou o indiozinho Tibica para participar de projeto de tiras da Editora Abril, que não foi adiante. O personagem seria enfim publicado em 2010 no álbum Tibica: O defensor da ecologia, pela Editora Formato.
Canini também teve trabalhos publicados nos jornais Correio do Povo, Diário de Notícias, O Pasquim e nas revistas Mad e Pancada, entre outras publicações.
Também são seus os livros infantis Cadê a graça que tava aqui? (1983, Mercado Aberto), Um redondo pode ser quadrado? (2007, Formato) e O cigarro e o formigo (2010, Formato). Em 2012, publicou seu último trabalho, o álbum Pago pra ver (IEL/CORAG), reunindo 250 ilustrações sobre o Rio Grande do Sul e os pampas, realizadas ao longo dos últimos trinta anos.
Casado com a também desenhista Maria de Lourdes, Canini sofreu um mal súbito decorrente de um problema cardíaco e veio a falecer no dia 30 de outubro de 2013, aos 77 anos, sendo sepultado no Cemitério Ecumênico São Francisco de Paula, em Pelotas, onde morava.
Entre as muitas homenagens que recebeu ainda em vida, Canini foi agraciado em 2003 com o título de "Grande Mestre" pelo Prêmio HQMix.