terça-feira, 21 de maio de 2019

Vencedores do prêmio LeBlanc 2019

No dia 9 de maio aconteceu a entrega da segunda edição do Prêmio Le Blanc para os melhores trabalhos de 2018 nas categorias literatura fantástica, quadrinhos, animação e jogos. A entrega aconteceu durante a Semana Internacional de Quadrinhos (SIQ) na Escola de Comunicação da UFRJ. Eis os vencedores:
Romance nacional: Auto da maga Josefa, Paola Lima Siviero, Editora Dame Blanche.
Antologia nacional: Fractais tropicais, Nelson de Oliveira, org., Sesi-SP Editora.
Romance traduzido: Despertar, Octavia Butler, Editora Morro Branco.
Antologia traduzida: Crônicas de espada e feitiçaria, Gardner Dozois, Editora LeYa Brasil.
Quadrinho independente nacional: The guardian: Em busca da luz, Gustavo Piacentin.
Quadrinho nacional: Bartolomeu, Victor Moura, Editora Caligari.
Quadrinho traduzido: Mort Cinder, Alberto Breccia, Editora Figura.
Série de tiras nacional: Mar Menino, Paulo Moreira.
Animação nacional: Superdrags, Combo Estúdio.
Animação longa: Tito e os pássaros, direção Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar & Andre Catoto Dias.
Animação nacional curta: Gravidade, direção Amir Admoni.
Animação publicitária: A queda, Zombie Studio; Cliente: Hospital do Amor.
Jogo nacional mobile: Dandara, Raw Fury.
Jogo nacional console: Sword legacy: Omen, Firecast Studio; Fableware: Narrative Design.
O Prêmio Le Blanc é uma promoção da Escola de Comunicação da Universidade Federal do
Rio de Janeiro (ECO/UFRJ) e da Universidade Veiga de Almeida (UVA).
Parabéns aos vencedores!

Juvenatrix 200

Está circulando a histórica edição número 200 do fanzine eletrônico de horror e ficção científica Juvenatrix editado por Renato Rosatti.
Desta vez o editor não preparou nada especial para marcar tal efeméride e este número traz em 21 páginas contos e poemas de Caio Alexandre Bezarias, João Augusto, Miguel Carqueija e Allan Fear, quadrinhos de Allan Fear, resenhas aos filmes O abominável Dr. Phibes (1971), A câmara de horrores do abominável Dr. Phibes (1972) e A noite do demônio (1957), além de divulgação e curiosidades sobre fanzines, livros, filmes e bandas independentes de rock extremo. A capa traz uma ilustração de Mário Labate.
Para solicitar sua cópia em formato PDF, envie um email para: renatorosatti@yahoo.com.br.

sábado, 27 de abril de 2019

Para ler... Sailor Moon

O escritor e otaku Miguel Carqueija, que tem disponibilizado pela internet diversos guias de episódios de animes e mangás, acaba de lançar mais um, desta vez sobre a clássica série Sailor Moon, um grupo de garotas lutadoras criadas por Naoko Takeushi no início dos anos 1990, que se tornou um dos maiores sucessos dos quadrinhos japoneses.
A personagem ficou conhecida no Brasil através da série de desenhos animados exibidos na tv, mas este guia se refere ao mangá original, publicado no Brasil entre pela editora Abril entre 1996 e 1997, e republicado pela JBC entre 2014 e 2015. A resenha se referencia na série mais recente, apresentada em 16 volumes (12 da Sailor Moon, 2 de Sailor Vênus e 2 com extras), todos resenhados por Carqueija.
O guia, em formato de texto, pode ser baixado gratuitamente aqui.

Doce fantasia

Para mim foi uma surpresa, ao abrir um prosaico pacote de waffer coberto de chocolate, encontrar os confeitos embalados com lindos desenhos fantásticos. Só então percebi que se trata de uma campanha promocional que tem tudo para se tornar uma nova e interessante mídia para os ilustradores brasileiros.
Trata-se do Hershey's Mais, produto fabricado em São Roque, no interior do estado de São Paulo, que lançou em 2019 uma coleção de quatro sabores personalizados, cada qual dedicado a um tema e ilustrado por um artista do estúdio Chiaroscuro. O sabor amendoim traz desenhos de Lucas Werneck com o tema super-heróis; o ao leite tem desenhos de Zé Carlos no tema aventureiros, o triplo chocolate traz Cris Bolson e o apocalipse zumbi, e o cookies'n'creme tem desenhos de Danilo Beiruth no tema alta fantasia. Cada tema tem seis estampas diferentes que podem ser montadas em uma única imagem, como um quebra-cabeças. Como os embalagem vêm com muitos confeitos embalados individualmente, dá para montar até dois conjuntos completos em cada pacote.
Sem dúvida, é uma bela ideia.

Múltiplo 30

Está disponível a edição 30 do fanzine virtual de quadrinhos Múltiplo, editado por André Carim.
Lançada em abril, a publicação tem 56 páginas e traz as hqs "Surge Meia-Lua", de Laudo Ferreira Jr.; "Início: O Catalogador de Universos", de Lancelott Martins, Renan Ishin e Adriano Felix; "Lily e Aline", de Célio Cardoso e Tony Brandão; e "O misterioso imortal: A fuga", de Luiz Iório. Completam a edição pinups de Luiz Iório; May Santos; Laudo Ferreira Jr. e Nei Rodrigues; e Clodoaldo Cruz e Stella. A capa tem uma ilustração de May Santos.
A edição pode ser lida online ou baixada gratuitamente aqui, e edições anteriores também estão disponíveis.

domingo, 7 de abril de 2019

QI 155

Está circulando o número 155 do fanzine Quadrinhos Independentes-QI editado por Edgard Guimarães, dedicado ao estudo dos quadrinhos, destacando a produção independente e os fanzines brasileiros.
A edição tem 24 páginas e traz os artigos "Marechais", de Lio Guerra Bocorny; "O livro desaparecido", de E. Figueiredo; e "Transleixion", de Guimarães; quadrinhos de Julie Albuquerque, Luiz Cláudio Lopes de Faria e do editor, as colunas "Fórum" com as cartas dos leitores, "Mantendo contato" de Worney Almeida de Souza - sobre A Gazetinha e Garra Cinzenta, e "Edições independentes" divulgando os lançamentos de fanzines do bimestre. Uma ilustração de Lancelot Martins completa a edição. A capa traz um desenho do próprio editor.
Junto desta edição, os assinantes recebem História em quadrinhos: Arte com muita oficina, publicação com 32 páginas com um artigo do quadrinhista português José Ruy sobre técnicas de arte final e a colorização nos quadrinhos apoiado no trabalho de mestres da arte como Milton Caniff, Harold Foster e outros.
Este á o primeiro número do ciclo de assinaturas de 2019 que implementa mudanças na circulação do fanzine impresso. Para maiores informações sobre essas mudanças, entre em contato com o editor pelo email edgard.faria.guimaraes@gmail.com. Mas as versões digitais continuam a ser disponibilizados pelo saite da editora Marca de Fantasia, aqui. Edições anteriores também podem ser encontradas.

Jogos de guerra

O escritor carioca J. M. Beraldo, autor dos romances O véu da verdade (2005), Taikodom: Despertar (2008) e Império de diamante (2015), tem um novo romance na praça. Trata-se de Jogos de guerra, ficção científica space opera que se passa no mesmo universo do já citado Véu da verdade.
Diz o texto de divulgação: "Guerrilheiros armados com tecnologia alienígena ultra avançada usam uma revolta popular para atacar a cidade corporativa de Kinshasa, acendendo um barril de pólvora que pode imergir a África em um conflito sem precedentes. Sabendo dos riscos para seus aliados, o governo do Brasil e a Aliança do Sul decidem enviar uma força expedicionária multinacional para conter o problema. É formado um esquadrão de pilotos latinos e africanos sob o comando do Major Ferreira, herói da Batalha da Amazônia, sobrevivente, pai. Ferreira precisará lidar com os conflitos entre seus novos pilotos e seu próprio trauma de guerra enquanto tenta desvendar quem está armando aos guerrilheiros antes que a União Europeia resolva intervir com força extrema".
O livro está disponível em formato ebook aqui, mas pode ser encomendado em formato impresso diretamente com o autor, aqui.