segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Poranduba

Poranduba é um podcast inspirador produzido e apresentado por Andriolli Costa, do saite O Colecionador de Sacis, que toda semana publica ótimas entrevistas com artistas que trabalham o folclore em suas obras, além de artigos e dramatizações de textos selecionados.
Nos últimos tempos, o folclore tem sido lembrado com mais frequência pelos autores brasileiros de ficção fantástica, mas ainda é um tema que incomoda aqueles que, na pretensão de fazer uma ficção comercialmente "universalista", alegam que passa uma imagem estereotipada do Brasil. É claro que esta é uma visão equivocada, muitos trabalhos excelentes tratam de temas folclóricos e étnicos com qualidade; só vira estereótipo se é mal feito. Com talento e sensibilidade, vai muito bem.
Destaque para o episódio 5, gravado durante um debate na V Odisseia de Literatura Fantástica, ocorrida no primeiro semestre de 2018 em Porto Alegre.
Independente da opinião, Poranduba é um prato delicioso que merece ser pelo menos experimentado. Dê uma chance ao saci e, como diz o apresentador, "ajude a tirar o folclore da garrafa".

Conexão Literatura 38

Está circulando o número 38 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale.
A edição de 76 páginas e destaca em entrevista a poeta e doceira Ana Neves, do Brigadeiros Literários, e também entrevista os escritores Neurivan Sousa (Palavras sonâmbulas), Carmen Aparecida Gomes (Amo eternamente uma única vez), Fabio Prumo (Os filhos de Elator), Wagner Azevedo (Dicionário de animais com outros significados) e Ricardo Dias de Oliveira (O conhecimento da cabala). Nas seção de ficções, contos de João Gomes Moreira, Roberto Schima e Míriam Santiago. Poemas de Ajomar Santos, crônica de Emerson Sarmento e resenhas de Rafael Botter e Eudes Cruz completam a edição.
Conexão Literatura é gratuita e pode ser baixada aqui. Edições anteriores também estão disponíveis.

sexta-feira, 27 de julho de 2018

Sabixões e Sabixinhos

Produzido a duas mãos por Sofia Soft e Teo Adorno, Sabixões e sabixinhos confessa ser uma história em quadrinhos. De fato, é a volta de Adorno, que em outras encarnações foi apaixonado por quadrinhos, à linguagem preferida de sua infância. Mas ousada como é, a dupla Soft/Adorno não se conformou com a linguagem engessada dos quadrinhos, com seus requadros, balões e onomatopeias, e enveredou por um experimentalismo digno de um sonho surrealista. O livro tem 104 páginas, mas a ordem não importa, pois é possível ler a história a partir de qualquer ponto, inclusive de cabeça para baixo, que também foi contemplado com conteúdos. O leitor pode ler num sentido, depois no outro, ou girar loucamente o livro, como melhor lhe aprouver. Os textos são espalhados na página, as vezes na forma de aforismos, outras como um poema, que compõem um ritmo inusitado com as imagens dos "bixinhos" geométricos que, mais uma vez, remetem ao expressionismo de Kadinsky. Se é HQ é algo para os acadêmicos da área. Mas para nós, mortais, é muito divertido e libertador.
Sabixinhos e Sabixões é uma publicação da editora @Link. O livro ainda não aparece no saite da editora, então experimente o contato com os autores nas redes sociais, aqui.

O ditador honesto

O que viria a ser um ditador honesto? Isso existe? Por incrível que pareça, houve época que esse personagem era louvado pelos intelectuais mas, naqueles tempos, recebia o nome de "déspota esclarecido". Não são poucos os pensadores iluministas do século 18 que viam nessa figura contraditória a luz de um futuro redentor para a humanidade, e sabemos para onde isso nos trouxe. Contudo, O ditador honesto também pode ser muito divertido, pois trata-se do romance satírico de ficção política - e arrisco dizer científica - do escritor baiano Matheus Peleteiro, autor do romance Mundo cão (2016) e da coletânea Pro inferno com isso (2017). O ditador honesto é narrado por um secretário escandalizado com as práticas do chefe de estado de numa distopia não muito diferente dos nossa...
A preocupação com o crescimento do fascismo no Brasil é o principal motivador de uma série de livros que têm ganhado a luz nos últimos meses, como os já resenhados Ninguém nasce herói, de Eric Novello, e Noite dentro da noite, de Joca Reiners Terron.
O livro tem 172 páginas e é uma publicação independente. Para obter um exemplar, entre em contato com o autor pelo email matheus_peleteiro@hotmail.com, ou pelo nas redes sociais, aqui.

Para ler Stephen King... de graça

"Laurie" é um conto inédito de Stephen King que foi disponibilizado para leitura gratuita na internet, como aperitivo para o lançamento de Outsider, novo romance do mestre do horror que será publicado brevemente no selo Suma da Companhia das Letras. O conto foi disponibilizado pelo próprio autor nos EUA e foi traduzido para o português por Regiane Winarski. Para acessar o texto em pdf basta clicar aqui.
E, se não for o bastante, a degustação de Outsider também está disponível, aqui.
Aproveite!

Kobato

Miguel Carqueija apresenta mais um de seus guias de episódios de séries japonesas de animação, desta vez sobre a série de fantasia Kobato, do CLAMP, grupo de mangakás responsável por sucessos como Guerreiras Mágicas de Rayearth, X e Sakura Cardcaptors, entre outros.
Diz o editor: "são 24 episódios, constando ainda a resenha geral dos mangás que a CLAMP editou antes do seriado. Kobato é uma personagem angelical, uma terna e ingênua adolescente que, como Mary Poppins, desce à Terra de guarda-chuva, acompanhada pelo mal-humorado mentor Ioryogi, um ser poderoso e malvado que, por castigo, foi reduzido à forma de um cachorro de pelúcia, capaz de andar e falar. Kobato, que não recorda de seu passado, sabe apenas que deve ajudar as pessoas de "coração ferido", acumulando em cada ajuda pequenos cristais num pote de vidro, até enchê-lo, quando sua missão estará completada. A contragosto, Ioryogi tem de ajudá-la e orientá-la. Há vários personagens importantes na história, mas Kobato a centraliza do princípio ao fim, com sua inocência infantil e sua impressionante bondade."
O guia está disponível em formato de texto no saite Recanto das Letras, aqui.

O velocista

O velocista é o primeiro romance do professor pernambucano Walter Cavalcanti Costa, Doutor em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco (PPGL/UFPE). Trata-se de uma ficção científica de propostas experimentalistas, que narra, em forma de diário, as inquietações do astronauta Jô Tadeu em missão prolongada no espaço sideral.
O que salta aos olhos é a proposta formal, com uma narrativa dividida em 310 fragmentos de uma ampla variedade de experimentações criativas, bem como a presença importante de uma poética rara na ficção científica, que passei por várias propostas estéticas.
O livro tem 214 páginas e a apresentação gráfica também é destaque imediato, com impressão na contracapa, páginas negras que separam os capítulos e a bela capa que remete ao surrealismo, e vem recomendado pelo 5º Prêmio Pernambuco de Literatura e pelos bem recebidos trabalhos anteriores do autor, a coletânea poética Entressafra 89 (2011) e o infanto-juvenil Marlinda: Em diálogo de amor às suas cidades (2017). O velocista é uma publicação da Companhia Editora de Pernambuco - Cepe.
Pedidos ao autor pelo email waltercavalcanticosta@gmail.com.